Páginas

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Como está a minha horta em 2 de Junho de 2013?

Tomateiros
Diospireiro
Feijão  e Chicória Pancalieri
Alfaces no meio de tomateiros
Mais tomates
Abóbora branca, feijão e chicórias
Cebolas e chalotas
Pimentos doces

22 comentários:

Lisete disse...

Parabéns pela horta fantástica que tem. Cumprimentos
Lisete

Rui Esteves disse...

Está quase tão fixe como a minha! ehehehehehe...
Muito airosa, parabéns.

Um abraço

Rui Esteves disse...

Está quase tão fixe como a minha! ehehehehehe...
Muito airosa, parabéns.

Um abraço

João Gomes disse...

Olá Lisete.
Obrigado pelo seu comentário.
Cumprimentos
João

João Gomes disse...

Meu caro amigo Rui.
Airosa é diminuitivo ehehehheheh.
Aposto que a tua é que está quase tão fixe como a minha, ahhaha.
Abraço
João

Simone Felic disse...

muito legal sua horta.show seu espaço.
http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

João Gomes disse...

Obrigado Simone.
Cumprimentos.
João

Wolf disse...

Olá João,
A sua horta é uma inspiração! Se a minha fosse assim, era um "agricultor" realizado. Abraço

João Gomes disse...

Viva Emanuel

Obrigado pelo seu comentário.
Também gosto muito da minha horta.
Abraço
João

Paixão da Horta disse...

Olá João, viva!

Estou de acordo com o Rui: a sua horta está muito airosa! E eu acrescento: está muito bem estimada - reflecte a sincera paixão que nutre pelo que cultiva.
Muitos e sinceros parabéns!
Haja muita saúde nessa horta e também muita águinha no poço, para dar de beber a tanta "gente".

Hoje andei a medir... os meus tomateiros - só mesmo para vir aqui partlhar -, e 3 deles já estão com 117cm de altura (1 T.C. Jones, 1 Petit Moineau e 1 Tangerine), 2 com 110cm (1 Cherokee Chocolate e 1 Príncipe Negro), uma dezena entre os 90 e 100cm, e por fim, outra dezena entre os 40 e 50cm.
Muitas flores (mas esperava mais...) mas só alguns tomatitos ainda nascidos (uma dúzia talvez?...).
apesar de ter transplantado para a horta alguns tomates mais cedo do que os outros anos, mesmo assim - e pela minhas contas...- acho que só degustarei tomates no início de Julho - e já não é nada mau!
O tempo está demasiado instável, com as temperaturas a oscilar muito.

Um abraço,
António

P.S. - Peço desculpa por não ter respondido até à data - desgaste emocional para com a internet...!

João Gomes disse...

Viva amigo António.
Ainda bem que veio.
Obrigado pelos seus comentários, é pena é eu não ter poço que dava um jeito danado.
No fim de semana já vou medir os tomateiros e depois mando-lhe para vermos como estão.
Grande abraço
João

Beta disse...

Que linda que está! Parece um jardim!
Parabéns! Dá gosto ver.
Cps

João Gomes disse...

Olá Beta.
Obrigado pelo seu comentário.
Cumprimentos.
João

Wolf disse...

Olá João,
Quero pedir-lhe um conselho sobre os tomateiros. Aliás, aceito dicas de todos os que lerem a minha dúvida, pois acredito que posso aprender com todos vocês: aconselha-me a eliminar uma guia do tomateiro no caso de se verificar que fica com duas? Li este facto no blog Paixão pela Horta, que também costumo consultar (http://paixaodahorta.blogspot.pt/2010/04/capar-tomates.html). Agradeço antecipadamente os conselhos.
Cumprimentos,
Emanuel Lobo

João Gomes disse...

Viva Emanuel.
Quanto ao abate de uma das guias, nunca o fiz, mas o que o António diz é a pura verdade, se remover uma, a principal fica com muito mais força, são os nutrientes a dividir por 1 em vez de por 2, portanto é fácil aceitar isso.
Eu não preocupo muito com o tamanho dos tomateiros, é claro que fico satisfeito quando um tomate atinge o Kg, mas eu prefiro o tomate médio, que dá muito mais jeito para fazer uma salada sem desperdiçar ou ter de guardar no frigorífico.
Eu estou a fazer assim: eu só removo todos os ramos ladrão que estejam ainda pequenos, se ficar muito grosso já não o arranco, o corte faz uma ferida e o risco de doença aumenta. Nestes faço tomates maiores que amadurecem mais cedo mas que também acabam mais cedo.
No entanto tenho alguns duplicados de tomateiro em que não tiro ramos ladrão nenhuns, fico com tomateiros com mais rama, tomates mais pequenos, mas em maior quantidade e que dão tomates até mais tarde.
Mas atenção isto só nos tomateiros indeterminados nos determinados não tira ramo nenhum.
Eu acho que lhe mandei sementes de tomate pernas de banana, nesse não tire nada, já não me lembro exactamente o que lhe mandei.
Quanto ao como deve fazer, este é o seu 1º ou 2º ano de horticultura?
Deixe-os andar e vá observando, rapidamente os vai perceber, o tomateiro é uma planta muito expressiva e que gosta que lhe mexam
Espero não ter sido confuso.
Abraço
João Gomes

Sansoni7 disse...

Olá
Está de facto um espectáculo esta horta.

Mas eu conheço a horta do Rui...ou melhor, o «jardim hortícola» do Rui e dá gosto só de olhar. Até as rãs gostam.Ehehehe

Parabéns a ambos...assim, sim...dá gosto ver...e provar, digo eu.:-)

Cumprs
Augusto

João Gomes disse...

è verdade Augusto, a horta do Rui é espectacular mas ele não tem uma coisa que eu tenho, uma fé inabalável.
eehehhehehhe
João

Sansoni7 disse...

Olá João

Sim, é verdade...nem todos podemos ser perfeitos..eheheheh

Acima de tudo, o Rui é um bom amigo!

Cumprs
Augusto

Sansoni7 disse...

olá
Coloquei a dúvida que se segue noutro post, mas fica melhor aqui:
O que fazer ao cebolo que está a espigar?
Cortar o espigo e deixar o cebolo crescer, arrancar a cebola/pé de cebolo, ou «deixar andar»?
Os «antigos» aconselham a arrancar o pé de cebolo sob pena da cebola vir a ser demasiado pequena e dura; qual a melhor opção?
Obrigado
Cumprs
Augusto

João Gomes disse...

Viva Augusto
Amanhã ponho aqui a resposta e em breve colocarei um post sobre as minhas cebolas.
Abraço
João

João Gomes disse...

Viva Augusto
Desculpe só colocar este post hoje mas não tive tempo nenhum.
Não é suposto a cebola espigar a não ser que se deixe na terra 2 anos, dado que é um vegetal bienal, este só deveria dar flores no segundo ano, mas a verdade é que isso acontece devido à instabilidade do clima que faz a planta "pensar" que já passou por várias estações, eu já experimentei cortar o pendão floral, não resulta muito bem porque se chove ou se durante a rega cai água para o ramo cortado esta acumula-se na cabeça da cebola e acaba por apodrecer; já experimentei deixar e o resultado é que uma parte da cebola fica com um talo verde e não é comestível, por isso o que faço quando vejo uma cebola com isso, é simplesmente apanhá-la e comê-la em salada, quer tenha cabeça ou não, ou uso ainda em sopa ou mesmo em refogados.
Mas também já reparei que isso não acontece com algumas cebolas, talvez pela qualidade da marca ou mesmo da variedade de cebola.
Este ano estou a fazer algumas experiências para determinar se é da marca ou da variedade mas só no próximo ano poderei chegar a resultados mais concretos.
Abraço
João Gomes

Sansoni7 disse...

Olá João e muito obrigado pela informação.
O seu «comportamento» com o cebolo espigado( antes da colheita da cebola) é o comportamento do meu pai que já vai nos oitenta e, segundo ele, sempre se fez assim lá pela região Duriense.
Da pequena pesquisa que fiz na Net, também foi isso que aconselharam...arrancar e comer a cebola logo que apareçam as flores. A justificação teria a ver com a fraca qualidade da semente.
O que é facto é que este ano, flores é o que não faltam na plantação de cebolas.
Já apanhei bastantes e «capei» uma meia dúzia para ver qual a evolução.
Cumprs e boas culturas
Augusto

...Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O que acha deste blog?