Páginas

quinta-feira, 19 de junho de 2014

Máquinas de fazer courgetes!


A courgete tornou-se, cá em casa, um vegetal muito apreciado, cru, grelhado, no wok ou no forno com béchamel, revelou-se um vegetal muito versátil, saboroso, leve e apetecível que complementa a proteína animal de forma muito completa, substituindo os hidratos de carbono com enorme sucesso.

Este ano plantei 4 courgetes, uma da variedade Brice (redonda), outra da variedade Libanesa, e ainda outras duas da variedade verde clara italiana. Qualquer delas se revelou exageradamente produtiva, posso dizer-vos que na última semana colhi mais de 20 kg de courgetes destas 4 plantas, é raro o dia que não colha pelo menos 4 exemplares, já tenho o congelador cheio de courgete à espera de entrarem em diversas sopas.

O segredo de tanta produtividade, penso eu, deve-se ao facto de ter metido uns acrílicos como corta ventos, por um mero acaso resolvi proteger as courgetes com estes acrílicos, estava muito vento e elas abanavam por tudo quanto era lado, tenho de as proteger, pensei eu. 

Não apresentam qualquer sinal de oídio, o que é um pouco estranho, plantei-as no sábado véspera do dia de Pascoela, semeadas no dia 1 de Março, resolveram crescer e estão neste momento com um tamanho que nunca vi em plantas de courgete, um dos truques que uso também é nunca as deixar crescer muito, 1 kg no máximo dos máximos e mesmo assim já é para sopa, eu acredito que se deixarmos de colher a planta pensa que já não queremos mais e deixa de produzir, digo-vos que este ano já vi algumas destas plantas com 12 courgetes em simultâneo, o que é fabuloso.

Ficam aqui algumas fotos.

Estas fotos com 3 semanas de horta: 





Estas foram tiradas ontem: 







Exemplo de um dia de colheita:

As redondas são a variedade Brice,as compridas são a Verde Clara Italiana e as mais curtas e gordas são a libanesa.

11 comentários:

luis GR disse...

Bom dia,
Parabéns pelos excelentes exemplares...
E estou com um problema com a s couvettes porque, apesar de nascerem muitas em cada planta, quando ficam com 5-10 cm , começam a ficar amarelas e acabam por apodrecer (ou desaparecer)
Saberá a que se deve tal maleita?

luis GR disse...

Bom dia,
Parabéns pelos excelentes exemplares...
E estou com um problema com a s couvettes porque, apesar de nascerem muitas em cada planta, quando ficam com 5-10 cm , começam a ficar amarelas e acabam por apodrecer (ou desaparecer)
Saberá a que se deve tal maleita?

Sansoni7 disse...

Olá

Bem....valentes courgettes, amigo.

Assim...sim!

Cumprs
Augusto

João Gomes disse...

Viva Luis GR.
Isso deve-se, provavelmente, a falhas na polinização, costuma ver abelhas nas flores das courgetes?
Algumas destas polinizei-as à mão, cortei o macho e esfreguei-o na flor fêmea para a polinizar, por vezes também uso um pincel para retirar o pólen da flor macho e a depositar na fêmea.
Arranque as amarelas, só consomem energia à planta e proteja a planta do vento colocando uma barreira de plástico.
Faça isso e vai ver que vai ter courgetes bem formadas.
Obrigado.
Cumprimentos.
João

João Gomes disse...

Viva Augusto.
Tem andado desaparecido. O mesmo não posso dizer das courgetes, ehehhe. Abraço.
João

Quinta Nossa disse...

Lindas courgetes.
As minhas o ano passado também estavam assim. Este ano infelizmente estou com o mesmo problema do Luis. Algumas começam a ficar amarelas ainda pequenas, e não é por falta de abelhas e outros polinizadores.Será excesso de rega? Ou excesso de calor? Não sei o que faça...

João Gomes disse...

Viva Quinta Nossa.
Estive a ver o seu blog, parabéns.
A courgete que mostra lá parece-me que tem pouca folhagem, será que a terra estará pobre, a courgete e as cucurbitáceas em geral precisam de uma boa quantidade de estrume e água q.b., eu nunca rego quando o solo à superfície ainda se encontra húmido.
Tente dar-lhes um pouco de estrume, sachando a terra (com cuidado) junto ao pé e misturando bem com o estrume, de seguida regue.
Coloque também um corta vento a proteger as plantas.
Quanto ao sol em excesso não me parece, elas aguentam bem o calor.
Obrigado.
Cumprimentos.
João

Sansoni7 disse...

Olá
Desaparecido, eu?
Nada disso, passo por cá diariamente à cata de novidades....;-)

Cumprs
Augusto

Ricardo A. S. Filipe disse...

Olá caro João. Como tem passado há já algum tempo que não parava por aqui. Lembra-se dos tais tomateiros que plantei os monserrat? Estão quase com 1 metro de altura já. Tenho no entanto entanto uma questão. Estão em substrato hortícola e estão adubados com adubo azul estão bonitos, viçosos e não apresentam sinais de doença. No entanto as flores morrem e não surgem tomates. Pode-me explicar o que poderá ser? Para mim acho que é falta de polinização. Há alguma maneira dos polinizar manualmente? Cumprimentos
Ricardo

João Gomes disse...

Viva Augusto.
As novidades andam parcas por aqui, mas só por aqui, na horta está tudo a correr bem, mas o tempo tem sido curto...
Abraço
João

João Gomes disse...

Viva Ricardo.
Lembro-me dos monserrat sim, precisam de calor e as noites têm estado frias. Não se preocupe eles acabam por dar, ainda mais com adubo.
Faça uma coisa, diariamente passe a mão nas flores para as abanar um pouco e favorecer a polinização.
Boa sorte com a produção.
Cumprimentos.
João

...Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O que acha deste blog?