Páginas

segunda-feira, 3 de Setembro de 2007

Capsicum - Malaguetas

Ao longo desta minha experiência com as aromáticas, fui adquirindo, uns em planta outros em semente, diversas espécies de piri-piri, pimentão picante ou malaguetas, não porque goste muito de picante, mas mais por serem plantas que a nível ornamental se tornam exemplares magníficos que emprestam beleza a qualquer jardim ou qualquer pátio. Dá-se bem na terra ou em vasos. Mas alguns precisam de vasos grandes (20-25 cm).

As malaguetas são da família das batatas (Solanaceae), por estranho que pareça, e são originários da América Central e do Sul mas actualmente já se cultivam em todo o lado.
São especialmente ricos em vitaminas C e A e contêm muita capsaicina.
Usadas pelos índios para favorecer a circulação sanguínea, pelo seu efeito bactericida e também pelo seu efeito sudorífico se consumido em doses elevadas.


Existem centenas de variedades que são divididas em cinco espécies: Capsicum annuum (ex.: jalapeno), Capsicum frutescens (ex.: tabasco), Capsicum pubescens (ex.: rocoto e manzano), Capsicum chinense (ex.: habanero e barrete escocês) e Capsicum baccatum (real sevina), que variam consoante o número de de flores por ramo (no annuum cada ramo dá apenas uma flor, no frutescens podem surgir até 4 botões por ramo).



Diz-se que quanto mais pequenas, mais picantes, mas também há quem diga que não é assim.
A verdade é que se os abrirmos retirarmos as sementes e as divisórias interiores, perdem a maior parte do picante e transmistem o sabor do pimento e não o ardor do picante (já experimentei, e é assim que os consumimos cá em casa e são deliciosos).


Neste momentos tenho 21 espécies, entre piri-piris e pimentos, estão lindos (fotos em breve). Uns na terra outros em vaso e estão a safar-se lindamente, carregados de flores e frutos, para o ano já vou ter sementes da minha produção, mais adaptadas ao nosso clima, penso eu.

Deixo aqui só estas fotitas para amostra. Assim que houver tempo postarei fotos de todas.

Pimento-padrón - originários de Padrón (Espanha), têm uma particularidade, uns são picantes outros não, é sempre uma surpresa, porque quando são picantes é a sério.

Estes que passam por várias cores durante a maturação, ainda não sei ao certo a espécie, mas em breve descobrirei, são muito picantes.

Aviso:
Em todos os piri-piris, segundo li, devem ser abertos e manuseados usando luvas, a capsaicina, ataca a pele, habitualmente não usamos mas nota-se um ligeiro ardor na pele.
O seu consumo deve ser evitado por pessoas com úlceras, na mais pequena ferida provoca dores intensas.

4 comentários:

rose disse...

Olá, joão...
fiquei muito feliz com sua visita .
Quanto ás pimentas eu ADORO.Aqui se consome a malagueta, que é a mais "quente".
Essas sua em forma de bolinhas é uma delícia, em conserva.Já os pimentões são fantásticos, os seus estão lindos .

rose disse...

Em tempo.
Aqui usa-se muito essas frutinhas nas decorações e em vasos.(dizem que nos protegem de olhos "gordos", ahahahahah.

João Gomes disse...

Rose
Não sei se protegem de olhos gordos, ahahaha, mas que ardem nos olhos, se não tivermos cuidado, lá isso ardem! Até nas mãos.
Mas que ficam muito bonitos ficam, e tenho tido sorte, estão a dar-se lindamente aqui.
Beijos

rose disse...

É isso mesmo, joão...ahahahahah.

...Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

O que acha deste blog?